Atendimento em todo Brasil
Atendimento em todo Brasil

   

Vendedor

Horário de trabalho: Por que as pausas para descanso são importantes?

Um dia inteiro de trabalho pode ser muito esgotante para algumas pessoas. Isso porque a rotina muitas vezes é puxada, exigindo grande desempenho para bater metas diárias ou entregar resultados satisfatórios. O que você não sabia, no entanto, é que fazer pausas para descansar durante o horário de trabalho pode fazer um bem enorme para a produtividade. Quer saber como? Confira o texto!

Evita o cansaço extremo

Mesmo os profissionais que se consideram “workaholics” ou viciados em trabalhar, precisam de pausas durante o horário de trabalho. Isso porque trabalhar em grandes e ininterruptos períodos é a maneira mais fácil de desencadear um esgotamento, também conhecido como estafa.

A fadiga mental ou corporal causa o desgaste do organismo, o que pode causar sintomas mais graves como fortes dores de cabeça, ansiedade e hipertensão. Isso faz com que, mesmo desempenhando um volume de trabalho muito grande, a produção seja mínima. Por isso, é recomendado fazer pausas para descanso no horário de trabalho.

Alivia o estresse

A tensão do ambiente de trabalho pode causar estresse em muitas pessoas. Isso é prejudicial à toda equipe, já que uma ação ou decisão feita sem pensar pode causar problemas. No caso dos vendedores, por exemplo, o estresse pode influenciar na boa relação com o cliente, causando nele uma má impressão e impedindo a conclusão da compra.

Melhora o foco

O processo de fadiga física ou psicológica durante o horário de trabalho causa uma dificuldade na capacidade cerebral. Isso faz com que fique mais difícil se concentrar, tomar decisões, agir de forma rápida, etc. Após uma pausa, o corpo consegue recuperar essa capacidade e devolver o foco ao trabalhador.

Descansa as vistas

Principalmente para quem trabalha na frente de um computador, ficar longos períodos olhando para a tela pode causar problemas de visão. Além disso, dores de cabeça, cansaço e irritabilidade também podem interferir no bom desempenho do trabalhador. Fechar um pouco os olhos, se distrair, ouvir uma música ou simplesmente dar uma volta rápida por aí pode resolver esse problema.

Preserva a boa postura corporal

Muitas pessoas que trabalham sentadas reclamam de dores no corpo, além de outros problemas causados pelo longo período na mesma posição. De acordo com especialistas, quem trabalha muito tempo sentado sem fazer pausas, causa a sobrecarga do fluxo gastrointestinal e do fluxo sanguíneo, lesão por esforço repetitivo e câimbra, dentre outros problemas.

Os empregados que exercem suas funções em pé na maioria do tempo também sofrem com a postura. Os vendedores são exemplos disso. Geralmente, as pernas doem e a coluna também apresenta desconfortos. Para esses dois tipos de trabalho, no entanto, há uma solução que diminui esses efeitos maléficos. Fazer pausas durante o horário de trabalho para sentar ou caminhar um pouco, além de preservar a boa postura corporal, movimenta o corpo.

Ajudam na sociabilidade

Você conhece mesmo as pessoas que trabalham com você? Uma rotina maçante de trabalho, além de impedir essa interação, faz com que você tenha cada vez menos tempo e interesse em socializar com a sua equipe. Almoce ou faça um lanche com os seus colegas de trabalho, isso vai permitir que você aumente o seu círculo de convivência e também descontraia.

Ao contrário do que se possa pensar, a pausa para descanso durante o horário de trabalho não representa um prejuízo nem para o empregado e nem para o empregador. Isso porque, muito pelo contrário, esse descanso serve para aumentar a produtividade e trazer resultados ainda melhores para a empresa. Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Comente abaixo.

4 atitudes que fazem os clientes voltarem

Você sabe o que não deve ser feito por um vendedor? Provavelmente sim, ou pelo menos tem uma ideia. E as atitudes que fazem os clientes voltarem, conhece? Apontar erros é muito fácil, porém, devemos nos atentar aos comportamentos positivos e criar destaques chamativos. Neste post, selecionamos algumas dicas que te ajudarão com isso. Confira!

Por que boas atitudes fazem os clientes voltarem?

Você pode se perguntar: o que eu ganho tendo boas atitudes com os clientes? A resposta é simples: grandes oportunidades! O vendedor que faz isso se diferencia no mercado, principalmente no mundo do varejo. Além disso, faz com que os consumidores retornem e comprem novamente. E não precisa fazer investimentos financeiros e nem gastar muito tempo de trabalho para colocar isso em prática.

Atitudes que fazem os clientes voltarem

Conhecimento de mercado

Como você passará informações seguras para o cliente sem conhecer sobre o produto? No momento da compra, o consumidor precisa acreditar que essa é a melhor opção. Conheça o mercado e pesquise o campo de atuação do negócio no qual você trabalha. Descubra em que é melhor que o concorrente e quais os diferenciais que o produto pode oferecer para as necessidades das pessoas.

Saiba quem é o seu público-alvo

Já se imaginou no lugar do seu cliente? Como gostaria de ser atendido? É importante conhecer o seu público-alvo e “falar a mesma língua” que ele. Se você trabalha em uma loja de eletrodomésticos, por exemplo, leia conteúdos de pessoas influenciadoras no mercado, frequente os sites que os seus clientes também estão. Analise cada atendimento e veja as questões comuns e as particularidades.

Com todas as informações necessárias para um bom atendimento é possível superar expectativas e antecipar as necessidades do cliente. Isso pode ser feito em diversas etapas de uma venda, desde o atendimento inicial e demonstração do produto até as opções de entrega do mesmo. Pequenas vantagens podem ser grandes fatores de decisão da compra.

Valorize o cliente

Não é todo cliente que efetua uma compra no primeiro contato. Por isso, é preciso ter paciência e determinação. Pense na jornada de compra da pessoa. Ela está dividida nas seguintes etapas:

– Aprendizado;

– Reconhecimento do problema;

– Consideração;

– Decisão;

– Encantamento.

No início, uma simples curiosidade pode chamar a atenção para um produto. À medida que ele reconhece que o seu produto é útil para atender suas necessidades, a chance de decisão é mais concreta. A forma de atendimento e o encantamento final são algumas das principais atitudes que fazem os clientes voltarem.

Reconheça os erros

Você errou? Admita! O erro foi do cliente? Faça de tudo para poder ajudá-lo. Transmita a sensação de preocupação da empresa por ele. Ações simples, em momentos difíceis, podem fidelizar o consumidor. Algumas atitudes que fazem os clientes voltarem podem acontecer nos momentos que menos esperamos.

Essas foram algumas dicas de atitudes que fazem os clientes voltarem. Você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto? Deixe o seu comentário abaixo.

O que faz seu cliente não fechar a venda?

Fechar um grande volume mensal de vendas é o objetivo de qualquer vendedor. Além de ajudar no rendimento da empresa, ter bons resultados significa aumento da remuneração no fim do mês para os empregados que recebem comissão. Muitos vendedores, porém, têm dificuldade de finalizar as vendas. O problema pode estar em algumas ações do vendedor, ou na falta delas. Afinal, o que faz seu cliente não fechar a venda? Saiba quais são os erros mais comuns e como corrigi-los neste post!

O que faz seu cliente não fechar a venda?

Falta de preparo para a venda

Qual é o perfil de cliente do seu produto? Você sabe do que ele gosta, o que procura, quais os desejos e objetivos? Um bom vendedor é aquele que busca estar cada vez mais próximo do público-alvo. Por isso, ele pesquisa, treina e se aperfeiçoa. Boa parte disso deve ser incentivado pelo empregador, mas a parte prática cabe apenas a você. Esteja sempre preparado para atender, mesmo que em situações adversas. Problemas também podem fazer parte da rotina de vendas, e você precisa estar pronto para enfrentá-los.

Falta de conhecimento sobre o produto

Se o cliente tem uma dúvida sobre o produto e o vendedor não consegue esclarecê-la, como ele pode perceber confiança e credibilidade para fechar a venda? É preciso ter total conhecimento sobre o produto, saber todas as suas características, vantagens e benefícios. Mais que um produto, é preciso vender uma experiência. Isso justifica tanto o preço quanto o fato de que ele é a escolha certa para solucionar o problema do cliente.

Desconsideração quanto a concorrência

Em um mercado no qual vários produtos similares competem entre si, são os detalhes que fazem toda a diferença. Para o cliente, fechar um negócio fica muito mais vantajoso quando há concorrência. Já para o vendedor, é essencial saber qual o diferencial do seu produto e no que ele é melhor que a concorrência. Esteja atento ao que as outras empresas estão fazendo e busque sempre melhorar.

Falta de compreensão

Mesmo conhecendo o público-alvo do seu produto, é fundamental saber que nem todo cliente é igual. Alguns têm a intenção inicial de sondar preços e acabam se interessando pelo produto. Outros querem uma solução rápida, sem muita pesquisa. Existem, ainda, casos comuns de bloqueio que acabam paralisando o cliente que está prestes a fechar o negócio. Pressioná-lo de forma errada vai fazer com que ele acabe desistindo de comprar o produto. É preciso compreender cada perfil e saber como lidar.

Atendimento focado apenas em produtividade

Ver o cliente apenas como um cifrão é um dos maiores erros de um vendedor. Aumentar a produtividade e conseguir bons resultados é muito bom, mas é importante que o comprador não saia com a impressão de que você só queria tirar o dinheiro dele. Lembre-se de que quanto mais tempo você passar com o cliente, melhor será a relação entre vocês. Isso vai resultar em uma chance ainda maior de venda e pode até garantir uma fidelização.

Esses são alguns dos principais erros que faz seu cliente não fechar a venda. Com foco, determinação e força de vontade, você consegue aumentar os resultados e se destacar na sua empresa. Ficou com alguma dúvida? Comente abaixo.

Vendedor: As piores frases para dizer ao cliente

Você já ouviu a máxima “o cliente tem sempre razão”? Ela é muito usada por diversas pessoas e empregada principalmente no meio comercial. A empresa pode até discordar, desde que faça isso com educação. Algumas frases e expressões devem ser evitadas pelo vendedor em nome de uma boa relação com o possível comprador. Neste post, separamos alguns exemplos. Confira:

Frases que nenhum vendedor deve falar para o cliente

“Não temos”

Essa é uma das piores respostas que um vendedor pode dar a alguém. Após receber essa resposta negativa, o possível comprador vai simplesmente em busca do produto desejado em outra loja. Para não destruir uma possível relação de compra, o vendedor precisa ter jogo de cintura. Pense em cada pessoa como uma oportunidade única de fazer um bom negócio. Mesmo que o produto que ela inicialmente procure não esteja disponível, ofereça outro que seja similar. Se houver recusa, a empresa deve solicitar o contato do cliente e avisá-lo quando o item chegar.

 “Não sei”

Todo cliente espera que o vendedor saiba tudo, não apenas sobre o produto que ele quer, mas sobre toda a empresa. Mesmo que isso não aconteça, dizer o contrário faz com que ele perca a confiança. E como esse é um fator fundamental para a finalização da compra, o vendedor deve demonstrar que pode, pelo menos, tentar resolver a dúvida do possível comprador.

 “Não posso fazer nada”

Essa frase anuncia a perda automática de um cliente. Sempre há algo que se possa fazer, mesmo que não resolva completamente o problema da pessoa. O esforço, no entanto, vale muito a pena. Dessa forma, mesmo que na pior das hipóteses o cliente não compre nada, ele não sairá com uma má impressão do vendedor e da empresa.

“Isso é culpa do fabricante”

Passar o problema adiante de forma alguma é uma atitude elogiável. A relação do cliente é diretamente com o vendedor, e não com quem produziu o produto. Novamente, o esforço aqui pode fazer a diferença. A empresa deve fazer o que for possível para solucionar qualquer problema.

“Essa é a política da empresa”

Essa frase pode iniciar uma verdadeira guerra entre o cliente e a empresa. Cruzar os braços diante de um problema mostra que o vendedor não tem interesse algum na satisfação do possível comprador. Como representante da imagem da empresa, deve-se propor um diálogo, mesmo que isso inclua chamar o gerente ou outro superior. Educação e inteligência são fundamentais mesmo quando o cliente não tiver tanta razão assim.

“Esse produto não se encaixa no seu orçamento”

Independentemente do valor que o cliente disse que pode pagar, tratá-lo como alguém que não possa comprar algo causará um grande desconforto. Desde que se encaixem nas necessidades dos clientes, o vendedor não deve deixar de mostrar os produtos, mesmo que sejam mais caros. A decisão de compra deve vir de quem está querendo realizá-la.

“Você está errado”

Essa é uma das piores frases para dizer ao cliente. Mesmo que a culpa não seja da empresa ou do empregado, o cliente não deve ser culpado. Caso haja algum problema, o vendedor deve manter a calma e sempre tentar conversar de forma respeitosa.

Essas são algumas das piores frases que o vendedor deve evitar dizer ao cliente. Esse relacionamento deve ser sempre baseado no respeito e bom senso. Ficou com alguma dúvida sobre esse assunto? Comente.

Vendedor: Dicas para conquistar o cliente e vender mais

Os clientes fiéis são a melhor forma de divulgar a qualidade dos produtos e do vendedor de uma marca. Além disso, geralmente representam a maior parte das vendas. Por isso, encantar o comprador é fundamental para o sucesso de uma empresa. Neste post, separamos algumas dicas para conquistar uma boa clientela e vender sempre mais. Confira:

Estude o mercado

Um bom vendedor tem total conhecimento sobre o mercado no qual está inserido. É preciso conhecer a fundo o setor e saber também quais as características dos concorrentes. Dessa forma, é possível construir uma estratégia de sucesso para atrair e conquistar mais compradores, fidelizando a clientela e atraindo reconhecimento para a marca.

Conheça o seu público-alvo

Para conquistar mais clientes é necessário conhecê-los. Saber quais as principais características, os problemas, as necessidades e o estilo de vida do possível comprador é fundamental para que você o compreenda e consiga realizar um atendimento de qualidade. Quem enxerga o cliente como um ser humano tem mais chances de obter sucesso nas vendas.

Comunique-se bem

O sucesso de uma venda tem mais relação com o que se vende do que com o que está sendo vendido. Dessa forma, é importante que o vendedor se veja como um verdadeiro comunicador, sabendo falar com clareza e apresentando as respostas que o cliente precisa. Qualquer demonstração de despreparo ou desconhecimento pode ser prejudicial.

Seja um vendedor diferenciado

É comum ver empresas diferentes vendendo os mesmos produtos ou serviços. Os preços praticados também costumam ser praticamente iguais. Para atrair clientes fiéis, no entanto, o vendedor precisa de um diferencial no mercado. Seja o carisma, as condições de pagamento, o pós-venda ou outro fator. É fundamental se destacar em relação aos concorrentes.

Crie vínculos

A criação de um vínculo entre a marca e o cliente é de extrema importância para a fidelização. Isso porque a efetivação da venda não significa o fim do processo. Brindes, promoções e presentes criam um gatilho mental nas pessoas e fazem com que elas se lembrem com mais facilidade  do seu serviço ou produto. Um simples cartão de visitas pode proporcionar o mesmo efeito. Use a sua criatividade (e capacidade).

Valorize os clientes fiéis

Os clientes que já são fidelizados compram com frequência e representam grande parte do faturamento de uma empresa. O custo para mantê-los é bem menor que o necessário para atrair e fidelizar um novo comprador. Por isso, eles merecem tratamento diferenciado. Invista em ações como descontos e condições exclusivas. Lembre-se que eles serão os melhores promotores dos produtos ou serviços da sua empresa.

Monitore os resultados

Uma equipe focada em resultados sempre monitora a estratégia, isso permite a otimização constante do processo de vendas por meio da análise dos resultados de cada ação. Quanto maior o monitoramento, melhor você conhecerá o seu público e mais eficaz se tornará a sua estratégia para atrair e fidelizar compradores.

Agora que você já conhece algumas dicas para conquistar mais vendas, que tal colocar em prática? Se ficou com alguma dúvida sobre o assunto, comente abaixo.

Vendedor: Como resolver problemas do cliente

Toda empresa corre o risco de cometer erros e causar insatisfação aos clientes. O que faz toda a diferença, no entanto, é a forma de resolver esses problemas. Dependendo da estratégia, você pode reverter a situação e até criar oportunidades de negócios. Neste post, separamos algumas dicas para ajudar todo vendedor a lidar com situações conflituosas com clientes. Confira!

Jamais tente minimizar a situação

Um dos maiores erros que podem ser cometidos na relação com o cliente é não tratá-lo com a importância e a educação que ele merece. Não importa se o problema é muito grave ou simples de ser resolvido, ele deve ser solucionado com seriedade e profissionalismo. Ouça tudo o que o cliente tem a dizer. Dessa forma, você entenderá o problema e a razão da reclamação.

Seja um vendedor rápido

A rapidez na resolução de problemas mostra que a empresa, além de eficiente, se importa com a situação e está sempre disposta a apresentar uma solução. Por isso, mesmo que você ainda não possa agir de imediato, logo após ouvir tudo o que o cliente tem a dizer, deixe bem claro que a empresa já está tomando as medidas necessárias a partir daquele momento. Em algumas situações, a intenção de ajudar vale mais que a própria ajuda.

Mantenha a calma

É sempre difícil ouvir críticas e reclamações, ainda mais quando o cliente está nervoso e se sentindo lesado. Lembre-se, porém, que você representa a empresa na qual trabalha, por isso, tudo o que fizer será visto por ele como se fosse um padrão da companhia. Mantenha a calma e esteja sempre preparado para contornar situações difíceis. Procure não demonstrar irritação, explique quais as opções para resolver o problema e quais os próximos passos. Transmita confiança.

Acompanhe o caso de perto

Você nunca deve dizer ao cliente que vai resolver o problema e depois disso deixá-lo a cargo de outra pessoa. Quanto mais tempo se passar sem que o problema seja resolvido, maiores são as chances da situação  piorar e manchar a imagem da empresa. Acompanhe o caso de perto para ter a certeza de que ele está recebendo a atenção devida e mantenha o cliente informado.

Recupere o prejuízo

Todo problema pode ser revertido. A resolução pode servir como lição de aprendizado para a empresa, tanto para empregados como também para gestores. É possível também reparar o erro com o cliente, principalmente ao surpreendê-lo com rapidez e um bom suporte na hora de solucionar o problema dele. Ofereça descontos, condições exclusivas, brindes ou outras estratégias que possam funcionar muito bem na intenção de mostrar o interesse da empresa e do vendedor em se redimir. Com uma boa conversa é possível até criar oportunidades de negócio.

Essas são algumas dicas para todo vendedor resolver os problemas do cliente. Lembre-se que o cliente deve ser sempre tratado com respeito e atenção. Ficou com alguma dúvida sobre esse assunto? Comente abaixo.

Vendas: 7 táticas que você deve evitar

Além de fatores importantes como a qualidade e o preço dos produtos, grande parte do sucesso das vendas depende também do desempenho de quem tenta efetivá-la. O vendedor precisa estar preparado e motivado para se relacionar com o cliente, e para isso deve abandonar práticas que são prejudiciais. Neste post, separamos algumas táticas que precisam ser evitadas. Confira:

1 — Intimidação em grupo

Uma das cenas mais intimidadoras para um cliente é ver todos os vendedores enfileirados na porta da loja ou reunidos na posição “pronta para atacar”. Diante de uma cena dessa, dificilmente ele ficará confortável para entrar e comprar alguma coisa. Esteja atento ao cliente, mas não o amedronte.

2 — Má abordagem

A simpatia sempre será uma das maiores aliadas do vendedor. Mais que vender um produto, o profissional precisa oferecer uma experiência agradável e surpreendente na loja. Com o crescimento das vendas feitas pela internet, é preciso cativar quem ainda procura fazer compras presenciais. Ao abordar o cliente, tenha sempre um sorriso no rosto e demonstre interesse em atendê-lo.

3 — Falar demais

Um dos passos principais para concluir uma venda com sucesso é entender perfeitamente qual a necessidade do cliente. Para isso, é necessário ouvi-lo com atenção. Ficar nervoso durante os processos de venda é normal, mas falar mais que ouvir é um erro grave. Faça as perguntas certas e não responda a questionamentos que ele ainda não fez. Evite criar problemas desnecessários.

4 — Abandonar o cliente

É comum dizer para o cliente ficar à vontade após ele alegar que está “só dando uma olhadinha”. Ao abandoná-lo para atender outro possível comprador, você pode perder uma oportunidade de venda. Quase ninguém entra em uma loja com o único objetivo de olhar. Persista um pouco e tente descobrir qual a necessidade desse cliente.

5 — Sufocar o cliente

Ficar o tempo todo em cima do cliente também não é uma boa ideia. É preciso estar pronto para atendê-lo, mas ele também precisa de espaço para andar pela loja e escolher o produto pelo qual se interessa. Na maioria das vezes, a desculpa de estar dando “só uma olhadinha” é dada justamente pelo medo de ser perseguido pela “sombra” do vendedor.

6 — Forçar intimidade

Mantenha o profissionalismo! Não é preciso fazer piadas para quebrar o gelo ou partir para técnicas avançadas de hipnose. Conquistar a confiança do cliente é um processo demorado, que pode levar dias (até meses, dependendo do produto em questão). Tentar forçar uma intimidade pode causar um efeito contrário.

7 — Não se esforçar para fechar vendas

A partir do momento em que o cliente entra na loja, a iniciativa deve ser sempre do vendedor. Ele que deve fazer as perguntas, apresentar os produtos e incentivar o processo. A oportunidade de venda costuma ser única e você deve aproveitá-la. Saiba o momento certo de realizar cada ação e se esforce para conseguir concluir a venda.

Essas são 7 das principais táticas de vendas a serem evitadas pelo vendedor. Lembre-se, também, de que a venda nem sempre é o fim do processo. Ficou com alguma dúvida sobre esse tema? Comente abaixo.